07 novembro 2014

Mais uma boa do cinema argentino: Relatos selvagens

postado por Manu Negri



Quando conheci Ricardo Darín em "O segredo dos seus olhos", ganhador do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2010, foi amor à primeira vista. Desde então, comecei a assistir a vários filmes em que ele atuou e, sem brincadeira: todos ótimos. Não é à toa que, quando vi que "Relatos Selvagens" estava entre os que disputavam a Palma de Ouro no Festival de Cannes deste ano, já comecei a dar ataques de pelanca vergonhosos esperando o filme chegar ao Brasil.

Aliás, em Cannes ele arrancou aplausos da plateia, geralmente acostumada com dramas mais pesados brigando pelo prêmio principal. É que "Relatos selvagens", acho eu, pode ser enquadrado no gênero "humor negro"  acabei de inventar só pra explicar que saí do cinema rindo muito sem precisar sentir qualquer culpa.  O filme, produzido por Pedro Almodóvar (informando só pra gerar um buzz) e escrito e dirigido com muita segurança por Damian Szifron, na verdade são 6 episódios com atores diferentes e histórias diferentes, mas que giram em torno do mesmo tema: vingança. Bom, também podemos não limitá-lo simplesmente a uma palavra; "Relatos selvagens" retrata a bestialidade, o descontrole emocional, as ações e reações que ultrapassam limites em situações que podem acontecer com qualquer um de nós (com exceção da primeira história, absurda demais, mas não menos inteligente e engraçada). Em suma: todos temos um lado selvagem. Prepare-se para muito sangue nozóio, tiro, porrada e bomba junto com momentos inusitados, humor foda, fotografia foda, ironias e a realidade nua e crua.      


Outra coisa interessante e bacana das histórias é que sempre há uma crítica implícita (ou não) a alguma coisa: o cidadão "de bem" e honesto, a burocracia portenha, a política, o relacionamento entre patrões e empregados, a concepção do casamento, etc. E todos os atores estão muito bem em seus papéis; Darín dispensa comentários, mas a desconhecida (por mim) Érica Rivas  na imagem acima  brilhou demais no último episódio do filme.

Desde "O Segredo dos seus olhos", passei por ótimos trabalhos do cinema argentino, como "Medianeras", "9 Rainhas" e "O filho da noiva", mas sinto que tenho muito chão pela frente. Ainda bem! E fico feliz que filmes assim, fora do ~núcleo Hollywood~, estejam começando a ser exibidos em circuito comercial no Brasil. Por isso, se tiver oportunidade, procure um cinema na sua cidade para assistir "Relatos Selvagens", antes que saia de cartaz.




0 comentários:

Postar um comentário