05 abril 2016

TAG: 20 músicas

postado por Manu Negri



Não sou de trazer tags/memes compartilhados na blogosfera, mas achei tão legal esse encontrado no blog Lua Vai que resolvi abraçar o desafio. :D


1. Música favorita: Untitled #4 – Sigur Rós



Música favorita da vida, da banda favorita da vida, como eu já disse aqui. Conheci Sigur Rós em uma época da minha vida em que eu estava descobrindo tudo sobre mim mesma, conhecendo gente maravilhosa, aprendendo, refletindo, e Untitled #4 marcou muito. Quem assistiu Vanilla Sky talvez se lembre dela tocando na última cena.

Curiosidade: o álbum ( ), cujo encarte é completamente isento de textos, contém 8 músicas, todas sem título e cantadas em "esperancês"– um idioma inventado pela banda que mistura islandês com sons aleatórios.


2. Música que mais odeia: Hotline bling – Drake



Difícil encontrar no meu arquivo mental a música que MAIS ODEIO NA FACE DA TERRA. Tem muitas que odeio. Mas, no momento, eu simplesmente não suporto escutar essa do Drake. É tocar na rádio que eu mudo de estação. E o pior é que, mesmo a odiando, ela gruda diabolicamente na cabeça.



3. Música que te deixa triste: The scientist – Coldplay



É fato que eu curto bastante músicas tristes. Mas, diferentemente de escutar um álbum da Adele, que geralmente é triste e melancólico, The scientist me deixa pra baixo de verdade (se lembrar do clipe ajuda).


4. Música que te lembra alguém: Cripple and the starfish – Antony and the Johnsons



Obviamente são muitas músicas que me lembram várias pessoas, mas essa em especial, sempre que escuto, me transporta pra um tempo da minha adolescência em que fiz um amigo tão querido quanto instável. Sumiu do mundo por anos, reapareceu de repente, e voltou a sumir. Ainda espero uma mensagem sua, Pedro.


5. Música que te deixa feliz: 1, 2, 3, 4 – Feist



Ouvir 1, 2, 3, 4 é imaginar sem querer justamente o que o clipe mostra: gente de roupa colorida dançando e cantando como se não tivesse o nome sujo no SPC.


6. Música que te lembra um momento específico: Amanhã é 23 – Kid Abelha



Ouvi essa música pela primeira vez quando voltava de uma praia do Espírito Santo, sentada no banco de trás do carro em que meu pai dirigia ao lado da namorada (e atual esposa). Foi um dia bom, porém atípico por várias razões, em que minhas emoções estavam afloradas por essas mesmas várias razões. Chorei silenciosamente e em segredo enquanto Paula Toller cantava, e agora toda vez que a escuto me lembro desse momento (e do meu pai).


7. Música que você sabe a letra inteira: Por enquanto – Legião Urbana



Tá, eu sei, marmelada: a letra é bem curtinha. Mas minha memória é um lixo (principalmente pra decorar coisas) e, quando estou no banho fuçando meu arquivo mental em busca de alguma música pra cantar, ela é a primeira que aparece. Renato Russo quem escreveu, mas a canção é, provavelmente, mais conhecida na voz da Cássia Eller.


8. Música que te faz dançar: Shut up and dance – Walk the Moon



Na verdade o que me faz dançar são 3 copos de caipivodka, visto que tenho o mesmo molejo de uma tábua de passar roupa. Porém, ainda que eu ouça Shut up and dance no trabalho, com fones, é inevitável balançar os ombros (espero que discretamente) e bater os pés.


9. Música que te ajuda a dormir: qualquer uma da Enya?



Não existe uma música específica que me faça dormir, até porque nunca tentei o experimento. Já dormi diversas vezes ouvindo música no ônibus interestadual, enquanto viajada de Vitória pra BH e vice-versa, e tanto fazia o gênero. Mas dá uma escutada nas músicas da Enya. Tenho certeza de que, se o ambiente favorecer, o sono vem rapidinho, acompanhado de sonhos com elfos imaculadamente brancos, véus e campos verdejantes.


10. Música que você gosta em segredo: Convite de casamento – Gian e Giovani



Acho que Convite de casamento está chegando, se já não chegou, no mesmo patamar de Evidências (Chitãozinho e Xororó): uma música que outrora seria motivo de vergonha caso alguém te pegasse cantando alto, mas que já virou hino de sofrência hipster-saudosista da galera. NUM CANTINHO RABISCADO NO VEERSO ELA DISSE MEU AMOR EU CONFEEESSO ESTOU CASANDO MAS O GRANDE AMOR DA MINHA VIDA É VOCÊE-Ê


11. Música com a qual você se identifica: Fucking perfect – P!nk



Acho essa música muito poderosa. Fala de como nos sentimos mal por nos sentirmos deslocados às vezes, subestimados, menos do que todo mundo ou "não bons o suficiente". Sensações muito comuns na adolescência de grande parte das pessoas, uma fase em que estamos descobrindo nosso lugar no mundo, mas que ainda corremos o risco de continuar sentindo. Acho que minha insegurança vai sempre me acompanhar, em maior ou menor grau. E, por isso, acho que Fucking perfect foi "escrita pra mim", ao mesmo tempo sempre me dá um up independente do meu estado de espírito. "Done looking for the critics, cuz they're everywhere. They don't like my jeans, they don't get my hair. Stringe ourselves and we do it all the time. Why do we do that?"


12. Música que você cantava e agora odeia: Mais ninguém – Banda do Mar



Minha história com Marcelo Camelo, Mallu e Los hermanos está um pouco cheia de espinhos. Se é que posso chamar de história. Sabe aquela coisa de alguém ser muito fã de uma banda e tentar fazer você gostar também, insistentemente? Aconteceu comigo. Passei a odiar Los Hermanos e qualquer coisa relacionada a ela, mas, quando a Banda do Mar lançou Mais ninguém, eu confessei ter curtido muito a contragosto por pura infantilidade. Pena que não durou tanto assim, porque agora acho a música enjoadíssima.


13. Música do seu disco preferido: Svo hljótt – Takk (Sigur Rós)



Ó lá eles de novo. Não sei se consigo eleger meu álbum favorito de todos os tempos, mas Takk certamente é um dos meus favoritos (inclusive me rendeu uma tatuagem), assim como Svo hljótt é uma das músicas mais lindas do Sigur Rós. Não é preciso entender islandês pra entender como ela é capaz de tocar fundo na alma. Sempre a ouço no volume alto.


14. Música que sabe tocar em algum instrumento: The Phantom of the Opera



Serve se for com a partitura na frente? Hahahah. De cor, hoje em dia, não sei tocar nada. Mas, quando eu fazia aulas de teclado, sabia tocar várias musiquinhas, de gospel a Beatles, e essa era uma delas.


15. Música que gostaria de cantar em público: (NENHUMA???) What's up – 4 Non Blondes



Tive que me apropriar da resposta da Luana, do Lua Vai. Se eu não consigo nem falar em público, imagina cantar, né? Mas, depois de umas 3 caipivodkas (mesmo esquema da arte de dançar), em um ambiente apropriado (karaokê), acho que eu arriscaria cantar What's up em grupo, bem ceninha de Sense8 (mas com todo mundo no mesmo fuso horário).


16. Música que gosta de ouvir dirigindo: Girls just want to have fun – Cyndi Lauper



Acho que dispensa explicações, né?


17. Música da sua infância: Mexe mexe – Chiquititas



Quando ganhei o CD das Chiquititas, no fim dos anos 90, quase tive uma síncope de emoção. A novela era febre entre as crianças da minha geração e, com ela, a trilha sonora e as coreografias (que eu não tentava reproduzir, como vocês já podem imaginar, depois do histórico nesta lista).


18. Música que ninguém imagina que você goste: Paid in full – Sonata Arctica



Não sei se ninguém imaginaria, mas geralmente se surpreendem quando digo que uma das minhas bandas favoritas é de metal. Viva o ecletismo, num é mesmo? Aqui a gente trabalha assim, do rock experimental ao funk.


19. Música que você quer que toque no seu funeral: The spirit carries on – Dream Theater



Falando sério, não gostaria que nenhuma música tocasse no meu funeral. Música exalta as emoções, e num momento tão triste como a morte de alguém, acho que só pioraria as coisas. Mas, como desafio é desafio, caso fosse algum tipo de lei ou coisa assim ter som em velório (-q), acho que eu escolheria The spirit carries on: seria um conforto pra família e amigos, um vez que a letra fala sobre a gente não morrer "verdadeiramente". O espírito continua. "Siga adiante, seja bravo. Não chore no meu túmulo, porque eu não estou mais aqui. Mas, por favor, nunca deixe suas lembranças de mim desaparecerem."


20. Música que você quer que toque no seu casamento: Ironic (acústico) – Alanis Morissette



Sem dúvida alguma. Nada a ver com romance, porque a música não é romântica, mas pelo enorme valor sentimental e significado na minha vida. :) "And life has a funny, funny way of helping you out."


0 comentários:

Postar um comentário