23 dezembro 2014

Os (meus) melhores filmes de 2014

postado por Manu Negri



Que eu sou cinéfila, não é segredo. Que eu troco fácil uma balada por cinema, também não. Ou talvez seja. Mas agora não é mais.

O que importa é que, neste ano, assisti ao todo (apenas) 80 filmes. E como você sabe disso, Manuela? Você é doida e fica anotando num caderninho tudo o que assiste? Mais ou menos. Como existe rede social pra tudo nessa vida, lhes apresento o Letterboxd: lá, é possível marcar os filmes vistos, os desejados, montar listas, dar nota, comentar, fuçar o que os amigos andam assistindo e, principalmente, montar um diário de filmes. Existe outra rede social semelhante, o Filmow, em português, porém sem a funcionalidade do diário.

E, em 2014, foram novos filmes incríveis paro check-list do meu coração. Compartilho com vocês os 15 melhores, enfatizando que foi bem difícil escolher. Muito. Do tipo bastante. Criar um ranking, então, vish.




15. O GRANDE HOTEL BUDAPESTE2014, de Wes Anderson | Trailer

Humor legal, visual incrível, fotografia surpreendente, roteiro original, direção deliciosa. Enfim, um filme mega divertido e descontraído. Depois do igualmente ótimo "O fantástico Sr. Raposo", Wes Anderson trouxe pra gente esse ano as aventuras de Gustave H., o lendário concierge em um famoso hotel europeu do período entre guerras, e Zero Moustafa, seu mensageiro e fiel amigo.



14. O LOBO ATRÁS DA PORTA, 2013, de Fernando Coimbra | Trailer

Gente, vamo parar de torcer nariz pra cinema brasileiro? (sei bem que uns aí torcem.) O lobo atrás da porta foi um dos filmes cotados pra representar o Brasil no Oscar 2015. É um suspense inspirado em fatos reais (ou talvez baseado, mesmo. Depois de assistir, saiba mais sobre a história real), e prefiro parar por aí, pra não entregar muito. Se não quiser ver o trailer, melhor. Destaque pra atuação da Leandra Leal.



13. BOYHOOD, 2014, de Richard Linklater | Trailer

O mais novo marco do cinema ganhou um post só pra ele aqui no blog porque foi filmado durante 12 anos, trazendo, pela primeira vez, personagens que realmente envelhecem ao longo dos anos em que a história é contada. Somos apresentados a Mason, um garoto de 6 anos, que da infância à adolescência precisa lidar com as mudanças que acontecem à sua volta, mostrando que no fim das contas somos feitos de experiências.



12. GAROTA EXEMPLAR, 2014, de David Fincher | Trailer

Calma, galera. Sim, tem o Ben Afleck. Mas o diretor é o David Fincher. Se você estava hibernando em 2014 e não ouviu falar de Garota Exemplar, por favor, tome vergonha na cara e vá assistir. Adaptada do livro de Gillian Flynn, a trama foca em Amy Dunne, que, ao desaparecer no dia do seu aniversário de casamento, deixa o marido Nick em apuros como o suspeito número um. Um suspense com mil plots twists e um final de cair o queixo.



11. O PASSADO, 2013, de Asghar Farhadi | Trailer

Pra muita gente, um dos melhores filmes lançados em 2013, que desconstrói as relações humanas de forma realista numa trama aparentemente simples, mas com roteiro impecável. Depois de quatro anos de separação, Ahmad retorna a Paris vindo de Teerã, a pedido de Marie, a sua esposa francesa, para finalizar o processo do divórcio. Durante sua breve estadia, Ahmad descobre a relação conflituosa de Marie com a filha, Lucie, e acaba desvendando um segredo do passado.



10. O PROFISSIONAL, 1994, de Luc Besson | Trailer

O primeiro antiguinho da lista é bem famoso, mas eu só assisti 20 anos depois. Uma pena, porque O profissional é duca: em Nova York, o assassino profissional Leon não vê sentido na vida. Quando a família vizinha é morta por policiais envolvidos com drogas, ele decide proteger Mathilda, a única sobrevivente da família, interpretada por ninguém menos que a versão de 12 anos da musa Natalie Portman, já mostrando uma atuação fora do comum.




9. RELATOS SELVAGENS, 2014, de Damián Szifron | Trailer

Cinema argentino de primeira que também teve seu cantinho especial no blog. Escrevi sobre o filme não faz muito tempo, encantada com o humor inteligente, a direção e as críticas sociais presentes. Relatos selvagens, na verdade, são 6 episódios de histórias diferentes que giram em torno de vingança e pessoas fugindo do controle de maneira deliciosa. Ah, e está disputando uma vaga na categoria de Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2015. Quer rir? Aposte nele sem medo.


Still Alice

8. PARA SEMPRE ALICE, 2014, de Richard Glatzer e Wash Westmoreland | Trailer

Prepara os lencinhos e vem comigo: Alice Howland, uma bem-casada mãe de três filhos, é uma renomada professora de linguística que começa a esquecer as palavras. Ao receber um diagnóstico devastador de Mal de Alzheimer, ela e sua família passam a ter seus laços testados.
Julianne Moore já recebeu sua indicação para o Globo de Ouro de Melhor Atriz e espero, sinceramente, que concorra ao Oscar. Ela está perfeita e é a razão desse filme ser o que é. Inclusive, Kristen Stewart também está bem em seu papel, longe da insossa Bella de Crepúsculo.



7. HOJE EU QUERO VOLTAR SOZINHO, 2014, de Daniel Ribeiro | Trailer

Ai, esse é tão querido. Adaptado (ou seria "alongado?") do curta-metragem Eu não quero voltar sozinho, o filme conta a história de Leonardo, um adolescente cego que, como qualquer adolescente, está em busca de seu lugar. Com a chegada de Gabriel, um novo aluno na escola, Leo descobre novos sentimentos e redescobre sua maneira de ver o mundo.



6. DOIS DIAS, UMA NOITE, 2014, dos irmãos Dardenne | Trailer

Só de olhar pra carinha da Marion Cotillard nessa cena, meu coração já aperta. Aliás, é um filme de apertar corações. Forte candidato à Palma de Ouro deste ano, ele narra a pequena jornada de Sandra: ao retornar ao trabalho após um período de afastamento por depressão, ela descobre que seus colegas aceitaram receber um bônus salarial no lugar de sua vaga. Agora, Sandra tem apenas dois dias e uma noite para fazê-los mudarem de ideia, a fim de manter seu emprego. Um filme super simples, mas lindo, sobre solidariedade e ética.



5. 8 MULHERES, 2002, de François Ozon | Trailer

Acho que se fôssemos assistir a um dos mistérios de Agatha Christie numa versão musical e com um toque de humor, seria 8 Mulheres. Super teatral, divertido e com um elenco de peso do cinema francês! A história se passa em uma casa no meio de uma tempestade de inverno, onde oito mulheres confinadas são suspeitas do assassinato do patriarca da família. À medida que tentam desvendar o caso, alguns segredos são revelados.



4. INCÊNDIOS, 2010, de Denis Villeneuve | Trailer

Um dos últimos filmes que vi no ano e uma linda surpresa. Adaptado da aclamada peça de Wajdi Mouawa, ele conta a história de Nawal Marwan, uma mãe cujo último desejo em vida é mandar os gêmeos Jeanne e Simon numa jornada pelo Oriente Médio na busca por suas emaranhadas raízes: um núcleo de ódio, guerras que nunca acabam e do amor duradouro. Final derrubador de forninhos.



3. INTERESTELAR, 2014, de Christopher Nolan | Trailer

Após ver a Terra consumindo boa parte de suas reservas naturais, um grupo de astronautas recebe a missão de verificar possíveis planetas para receberem a população mundial. Polêmico, colegas. Alguns o consideram apenas um blockbusterzão, outros dizem que é superestimado. Talvez seja. Mas poucas vezes saí do cinema completamente em êxtase como em Interestelar. E, quando avalio um filme, julgo muito pela minha experiência enquanto espectadora. São quase 3h que não vi passarem; fiquei mergulhada na história, na física quântica, na trilha sonora e saí do cinema olhando para as estrelas de outra forma.



2. MISS VIOLENCE, 2014, de Alexandros Avranas | Trailer

Já falei dele em uma outra lista: grandes filmes que não queremos ver de novo. Miss Violence é excelente, mas extremamente indigesto. Aggeliki, no seu aniversário de 11 anos, se joga da varanda de casa com um sorriso no rosto. Sua família alega que não foi suicídio, mas sim um acidente, e parece conformada com a morte da menina tentando, de todas as formas, continuar com suas vidas perfeitamente organizadas. Numa sociedade que vive de aparências e constrói famílias de propaganda de margarina, é fácil abrir a porta da casa e descobrir os ratos.



1. QUEM TEM MEDO DE VIRGINIA WOOLF?, 1966, de Mike Nichols | Trailer

Senhoras e senhores, o campeão da noite é esse clássico, também adaptado de uma peça famosona, do grande diretor Mike Nichols (que Deus o tenha)  talvez você o conheça por Closer, indicado pela migs Marina (1 beijo, migs). Esse filme é simplesmente fantástico, todo em cima de diálogos muito bem construídos e atuações soberbas. Conheça o casal George, um professor universitário, e Martha, filha do reitor, que recebem em sua casa Nick, um jovem professor, e Honey, sua esposa. À medida que a noite avança, as confissões entre os quatro se tornam mais ácidas e a verdade revela-se deprimente.


BÔNUS


NADA DE MAU PODE ACONTECER, 2013, de Katrin Gebbe | Trailer

O post já estava pronto, quando assisti a esse filme ontem e achei que ele merecia estar na lista. Só não sei em que posição. Talvez porque eu ainda o esteja digerindo: é preciso um bocado de estômago. Pesadíssimo; tem fé cega, inocência demais e maldade demais. O jovem Tore busca em Hamburgo uma nova vida entre um grupo religioso chamado The Jesus Freaks. Quando ele encontra por acaso uma família e ajuda a reparar seu carro, acredita que tudo aconteceu por um milagre celestial. Tore, então, começa uma amizade com o pai da família, Benno. Logo, decide morar com eles, sem saber que a crueldade virá de lá.


0 comentários:

Postar um comentário