19 agosto 2015

Um relacionamento com início, meio e fim no álbum "Queen of clouds", da Tove Lo

postado por Manu Negri


Tove Lo, um anagrama de"love to", é o nome artístico da cantora e compositora sueca Ebba Tove Nilsson. Um breve histórico: a bonitinha começou a ganhar reconhecimento em 2013 com o single Habits (que passei um tempo achando que era Rabbits e me perguntando o que coelhos tinham a ver com a letra), uma música que pegou bastante nas paradas das rádios de vários lugares (você já deve ter ouvido, certeza). No ano seguinte, lançou o EP Truth Serum e o álbum de estréia da carreira, Queen of clouds, que já na primeira semana ficou em sexto lugar na parada de álbuns da Suécia e vendeu 19 mil cópias nos EUA.

Tá, eu sei que estamos no meio de 2015. As músicas nem são mais novidade. Mas ninguém é obrigado a ficar sabendo dos lançamentos tudo na hora né, mores, e é uma oportunidade para quem ainda não conhece essa preciosidade do eletropop. 

Queen of clouds  que vem da sensação de estar flutuando no topo do mundo  conta a história de um relacionamento, do início até o seu fim. Tove Lo separou as faixas em "O sexo", "O amor" e "A dor", que contam cada etapa de tretas do romance: “A paixão no início sempre vai ser a melhor parte dele” é o áudio inicial do álbum. As canções, com suas letras honestas e bem idealizadas, têm arranjos ótimos e me soaram todas extremamente agradáveis. :)


My gun vem em seguida, onde Tove Lo (ou sua personagem, vai saber) conquista o boy magia através da sua maior arma: a sedução. Reparem nos sons de sirene no refrão (bombeiros apagando o fogo kkk) e de uma arma sendo engatilhada. Depois do chá de ppk, ela revela ser a maior papa-anjo em Like'em young, dizendo que gosta mesmo é dos novinhos no grau. Mas parece que as coisas estão deixando de ser só diversão: Tove é quem seduziu mas agora está presa à pele e aos encantos do rapaz em Talking body; Timebomb encerra a seção "O sexo" de forma linda, cujo refrão brinca com o próprio nome da canção: é uma explosão de sensações  "And I couldn't decide if you were the most annoying human being I'd ever met or just the best thing that ever happened"

Em "O amor", temos uma das minhas preferidas de Queen of clouds, Moments – "I'm not the prettiest you've ever seen but I have my moments, I have my moments"A bichinha já tá de quatro pelo boy, sem medo de ser feliz, principalmente na faixa Not on drugs, em que ela diz que "não está drogada, apenas apaixonada, BABY LISTEN PLEASE". Mas aí Thousand miles abre a seção "A dor", revelando que a ligação do casal enfraqueceu e Tove Lo se vê desesperada para recuperar a sintonia de antes. Em seguida vem a chiclete maravilhosa Habits nos mostrar que ela se entregou às baladas, pegação lhouca, álcool e drogas pra tentar esquecer esse amor que já chegou ao fim.


This time around é outra superlinda do álbum, numa melodia bafônica onde nossa personagem revive as coisas boas que passou junto do seu carinha, lamentando ainda estar apaixonada e a tristeza de não terem conseguido fazer dar certo. Run on love, Not made for this world e Love ballad encerram a história, com esta última música mostrando uma Tove Lo bem mais conformada, amarga e sarcástica  "Jump off a cliff, I'd give you my last spliff. I'd do it for you, ain't love sweet?".

Em suma, Queen of clouds é um ábum conceito muito bom – e eu amo álbuns conceito –, considerado um dos maiores lançamentos pop de 2014. Espero que Tove Lo ganhe cada vez mais espaço na indústria da música pros lados de cá, considerando que ela ainda está dando seus primeiros pulos, porque, sinceramente, euzinha não encontrei uma música sequer que achasse ruim. Se você quiser dar uma conferida, deixo o álbum do Spotify aí embaixo; e quem é do Rio de Janeiro pode ouvir tudo ao vivo no show que a mocinha vai fazer dia 27 de agosto. Quer dizer, ouvir de penetra, porque ela vai cantar em uma festa fechada para promover o aplicativo TIMmusic by Deezer, uma parceria da empresa de telefonia com o serviço de streaming francês. Ou seja, AGUARDEMOS MAIS.





0 comentários:

Postar um comentário