17 agosto 2017

20 estreias imperdíveis no cinema neste semestre de 2017

postado por Manu Negri


Queridos leitores, trago verdades: o ano está voando.

Isso pode ser ruim do ponto de vista de quem já quer esconder a idade ou não colocou nenhuma das metas de Réveillon na prática, mas, por outro lado, é quando muitos filmes aguardadíssimos estreiam no cinema. Parte deles, aliás, passível de entrar na corrida do Oscar.

Por isso, a convite dos Combos Net, fiz uma lista de 20 longas que entrarão em cartaz a partir deste mês, que é pra todo mundo anotar na agenda e não perder as datas. E já tem filme que estreou hoje!


ANNABELLE 2: A CRIAÇÃO DO MAL



Anos após a trágica morte de sua filha, um habilidoso artesão de bonecas e sua esposa decidem, por caridade, acolher em sua casa uma freira e dezenas de meninas desalojadas de um orfanato. Atormentado pelas lembranças traumáticas, o casal ainda precisa lidar com um amedrontador demônio do passado: Annabelle, criação do artesão.

Inspirada na boneca da Xuxa, essa prequel é, segundo as primeiras avaliações já liberadas, o melhor filme derivado da franquia iniciada com Invocação do Mal. Peter Debruge, da Variety, disse que “[o diretor] Sandberg novamente brinca com a iluminação, composição e suspense, enquadrando tomadas de uma forma que nos deixa constantemente procurando sombras por vestígios de movimentos, à medida que ele desenha cenas para uma tensão máxima”.


JOÃO, O MAESTRO



Filme nacional baseado em fatos reais, com o Juliano, filho da dona Hermínia, e o Comendador da ex-novela das 21h: João Carlos era uma criança com sérios problemas de saúde. Por conta disso, teve uma infância reclusa. Até que um piano entrou na casa e na vida de João. A partir daí surge um garoto obstinado que, em poucos anos, se transforma em uma das maiores promessas da música erudita mundial e chegou a ser considerado um dos maiores intérpretes de Bach do século XX.

Uma série de acidentes passam pela vida do músico e fazem com que ele se afaste do piano gradativamente até que um último acontecimento brutal interrompe sua carreira de pianista. Como João nunca desistiu, ele seguiu em frente e descobriu a regência. E aí, já sacou de quem estamos falando, né?


BINGO: O REI DAS MANHÃS



Tirando Pennywise, o palhaço dançarino, nunca fui muito fã de palhaços e nem estava interessada em saber a história do Bozo até ver o trailer desse filme.

HELL YEAH, Bingo é Bozo: inspirado na vida de Arlindo Barreto, o longa contará a história de Augusto, um artista que sonha com seu lugar sob os holofotes. A grande chance surge ao se tornar Bingo, um palhaço apresentador de um programa infantil na televisão que é sucesso absoluto. Porém, uma cláusula no contrato não permite revelar quem é o homem por trás da máscara. Augusto, o “Rei das Manhãs”, é o anônimo mais famoso do Brasil.

O filme é dirigido por Daniel Rezende, indicado ao Oscar pela montagem em Cidade de Deus, e estrelado por Vladimir Brichta, Leandra Leal e Emanuelle Araújo no papel de QUEM? Da maior musa dos memes da atualidade (além da Inês Brasil): Gretchen, a rainha do rebolado, que teve um romance com o Bozo nos anos 1980. Que baphão.



A TORRE NEGRA



A Torre Negra acompanha a jornada do pistoleiro Roland Deschain através do Mundo Médio e outros para frustrar o objetivo do Rei Carmim de destruir a Torre Negra, o eixo que mantém todos os universos intactos.

QUE? Pois é.

A Torre Negra é uma série de sete livros do meu amado Stephen King, que lançou o primeiro volume, O pistoleiro, em 1982, como uma homenagem ao faroeste Três Homens em Conflito, à Lenda do Rei Arthur e às histórias épicas de J.R.R. Tolkien. Eu tentei ler esse primeiro volume, mas não rolou; porém, os fãs da história dizem que ela é muito rica, com um universo sensacional.

A direção ficou por conta do dinamarquês Nikolaj Arcel, roteirista da versão sueca do maravilhoso Os homens que não amavam as mulheres, mesclando os gêneros terror e fantasia. Mas parece que não deu muito certo: a crítica internacional já bombardeou A Torre Negra, pra decepção de muitos que aguardavam essa versão nas telonas.

Aí você se pergunta: Então por que ele está na lista de estreias imperdíveis? Porque o “falem mal, mas falem de mim” gera buzz e a gente só pode criticar o que conhece, não é mesmo, pequeno Padawan? 


ATÔMICA



Charlize Theron interpreta todo o seu lado mulherão da pyrra em Atômica, como a inteligente e habilidosa agente Lorraine Broughton, que é convocada pra ação quando um espião secreto da MI6 é morto pouco antes da queda do Muro de Berlim. Ela terá que rastrear uma lista que que estava sendo contrabandeada por ele para o oeste, a fim de evitar que ela e seus colegas sejam colocados em perigo pela revelação das informações presentes no documentos. Sua missão, então, desencadeia um jogo mortal de agentes duplos e agendas globais.

Inicialmente intitulado The Coldest City, este thriller de espionagem é baseado na graphic novel criada por Antony Johnston e Sam Hart e já está conquistando muitas críticas positivas.


IT - A COISA



Esse é o filme do ano mais aguardado por mim. Dessa vez, tenho fortes palpites de que King ficará orgulhoso da adaptação de uma obra sua.

Baseado no meu livro favorito do meu autor favorito, IT conta a história de um grupo de amigos que moram na cidade de Derry, no Maine, atormentada pelo desaparecimento e assassinato de várias crianças. Logo, eles descobrem que existe um mesmo alguém por trás disso – ou melhor, um ser – que aparece na forma de um palhaço medonho chamado Pennywise. Juntos, esses amigos unem forças pra tentar combater esse mal antes que eles mesmos façam parte das estatísticas locais.

Eu estou quase que literalmente fazendo contagem regressiva. Já existe uma adaptação dessa obra, produzida nos anos 1990 pra TV, que eternizou Tim Curry como Pennywise, mas que não faz jus à grandiosidade do livro. Agora, faltando pouco menos de um mês pra estreia, meu hype tá altíssimo: os trailers são lindos, os atores mirins parecem bons (destaque pro Finn Wolfhard, o Mike de Stranger Things), o clima é assustador, a trilha está promissora e Bill Skarsgård, como o palhaço, já me conquistou.

Mas engana-se quem pensa que IT é um filme focado 100% no terror. Ao menos, é o que eu espero e acho que o diretor Andy Muschietti também. IT é, sobretudo, acerca da amizade e do amor.

E detalhe: o longa lançado em setembro é só a primeira parte da história. A parte II ainda entrará em produção e se passará 30 anos depois dos acontecimentos deste aqui. 


LEGO NINJAGO: O FILME



Alô, alô, criançada, mais um filme Lego nos cinemas!

A batalha por Ninjago City põe em ação o jovem mestre-construtor Lloyd, também conhecido como Ninja Verde, ao lado de seus amigos, que são todos guerreiros ninja secretos. Guiados pelo Mestre Wu, que é tão rabugento quanto sábio, eles precisam derrotar o vil senhor de guerra Lorde Garmadon, “O Pior Cara de Todos”, que também é pai de Lloyd. Com duelos de habilidades e poderes, de pai e filho, o confronto épico vai colocar em jogo o futuro deste corajoso, mas também indisciplinado grupo de ninjas modernos, que terão que aprender a deixar de lado seus egos e se unir para encontrar e libertar seus reais poderes de Spinjitzu.


Não entendi nada, mas estamos abraçando todos os públicos. :D


MÃE!



Que tal Javier Bardem, Michelle Pfeiffer, Ed Harris e Jennifer Lawrence juntinhos num thriller de Darren Aronofsky, diretor do estupendo-perfeito-incrível Cisne Negro?

Eu tenho birrinha da J-Law, já disse? Principalmente depois de ter tropeçado tantas vezes em público. Nem eu, que só consigo andar com salto 5 cm, consigo tantos feitos como esse. Mas, mores, é Aronofsky e por ele eu estou disposta a passar por cima disso.

O filme conta a história de um casal que tem o relacionamento testado quando pessoas não convidadas surgem em sua residência, acabando com a tranquilidade e estabilidade entre eles. Essa sinopse curta e misteriosa me parece ótima, ao contrário do trailer, que acho que entrega demais. E, considerando que o filme se chama Mãe...

VC QUER, BEBÊ DE ROSEMARY?


KINGSMAN - O CÍRCULO DOURADO



Esta é a continuação do primeiro filme Kingsman, que teve 75% de aprovação no Rotten Tomatoes, sucesso de público, oclinhos retrô e conjuntos de ternos hipster.

Neste novo longa da talvez franquia, quando um ataque à sede dos Kingsman acontece e um novo vilão surge, Eggsy (Taron Egerton) e Merlin (Mark Strong) são forçados a trabalhar em conjunto com a agência americana Statesman para salvar o mundo.


BLADE RUNNER 2049



Mais uma sequência de franquias chegando aos cinemas: Blade Runner.

Com Harrison Ford de volta, o novo filme se passa trinta anos após os acontecimentos do primeiro Blade Runner: a humanidade está novamente ameaçada, e dessa vez o perigo pode ser ainda maior. Isso porque o novato oficial K (Ryan Gosling!!11) desenterrou um terrível segredo que tem o potencial de mergulhar a sociedade no completo caos. A descoberta acaba levando-o a uma busca frenética por Rick Deckard (Harrison Ford), desaparecido desde então.

Além do filme por si só, o filme tá hypado porque o diretor é o talentosão Denis Villeneuve (de A chegada), que não tem nenhuma obra ruim no currículo. That's it. 


THOR: RAGNAROK



Eu de fato não ligo pra filmes de super-heróis, mas Thor me deixa um pouco confusa com meus sentimentos por levar as deusas Natalie Portman e Cate Blanchett pro elenco. Como fã, não sei se é dever moral acompanhar todos os filmes que elas fazem.

Neste terceiro longa do universo Thor, o protagonista está aprisionado do outro lado do universo, sem seu martelo (rs), e se vê em uma corrida para voltar até Asgard e impedir o Ragnarok – a destruição de seu lar e o fim da civilização asgardiana – que está nas mãos de uma nova e poderosa ameaça, a terrível Hela. E Hela, no caso, é Catezinha de vilã – os pelos até arrepiam. Mas primeiro ele precisa sobreviver a uma batalha de gladiadores que o coloca contra seu ex-aliado e vingador, o Incrível Hulk Ruffalo.


ALÉM DA MORTE



TCHARAMMM: um remake!

Além da morte é a nova versão do filme Linha mortal, estrelado por Julia Roberts, que aqui conta com Ellen Page e Diego Luna. A trama acompanhou um grupo de estudantes de medicina que desafiaram as fronteiras da ciência e realizaram em si mesmos experiências científicas para descobrir se existe algo além da morte. Eles ficam clinicamente mortos e, como esperado, os experimentos dão errado.

Estou ansiosa! Me deu a sensação de uma vibe meio Premonição, parece ser massa e eu adoro esses dois atores. :3


JOGOS MORTAIS: JIGSAW



Quem é vivo sempre aparece, né? Ou quem é morto? Bom, eu sinceramente achei que a franquia Jogos mortais estava enterrada há anos e que nunca mais ouviria I WANT TO PLAY A GAME novamente. Afinal, o filme mais recente se chama Jogos mortais – O FINAL. Mas, né, a indústria cinematográfica nunca perde uma boa oportunidade de fazer mais dinheiro em cima de sangue e vísceras.

Segue a sinopse: corpos estão aparecendo pela cidade, cada um tendo encontrado uma morte terrível. Conforme a investigação segue, as evidências apontam para um homem: John Kramer. Mas como pode ser? O homem conhecido como Jigsaw está morto há mais de dez anos (num é, minina?!). Ou um aprendiz está seguindo os passos de Jigsaw, talvez até alguém de dentro da própria investigação? *thriller music intensifies*

Quando soube da notícia desta sequência, fiquei bem felizona. Assisti a todos os anteriores, mas, depois que o fogo passou (lição 1 da vida segundo Humberto Gessinger: fogo sempre queima, mas nunca aquece), fiquei meio méh. Acho que não estou mais na idade (leia-se: disposição) de ir ao cinema passar 70% de um filme tapando os olhos pra cenas gore.


BONECO DE NEVE



Gente, eu JURAVA que era um filmão de terror B bem ridículo em que há um boneco de neve assassino, bem estilo Mestre dos desejos ou O duende, mas quando avistei o nome Michael Fassbender no elenco, deduzi que ele não se prestaria a esse tipo de papel. Literalmente.

Bem, (ufa) a sinopse tá bem longe do que eu imaginava: em Boneco de neve, um detetive (ele mesmo) investiga o desaparecimento de uma vítima na primeira neve do inverno e teme que o crime possa estar relacionado a um assassino em série. Com a ajuda de uma recruta (Rebecca Fergunson), o policial deve conectar casos arquivados de décadas atrás com o novo crime na esperança de desvendar o mistério antes da próxima nevasca.

Com direção de Tomas Alfredson, a produção é baseada no bestseller de mesmo nome escrito por Jo Nesbø e que foi comparado ao sucesso Silêncio dos inocentes. Claro que já está no meu Kindle.


LIGA DA JUSTIÇA



Movido por sua fé restaurada na humanidade e inspirado pelo sacrifício do Superman, Bruce Wayne conta com a ajuda de sua nova aliada, Diana Prince (AAAAAAAAA), para enfrentar um inimigo ainda maior. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha trabalham rápido para encontrar e recrutar uma equipe de metahumanos para se opor à nova ameaça. Mas apesar da formação dessa liga de heróis sem precedentes – Batman, Mulher-Maravilha, Aquaman, Flash, e Ciborgue – pode ser tarde demais para salvar o planeta de um ataque de proporções catastróficas.

Como dito, não ligo pra filmes de super-heróis. Mas temos Gal Gadot aqui, mores. E Ezra Miller com, esse lindo, como Flash. É provável que sejam motivos suficientes pra eu dar uma conferida.  


EXTRAORDINÁRIO



Finalmenteeeeeeee a adaptação do livro mais fofo que li no ano passado vai chegar. <3

August Pullman é um garotinho que nasceu com uma desordem craniofacial congênita. Pela primeira vez, ele irá frequentar uma escola regular, como qualquer outra criança. No quinto ano, ele irá precisar se esforçar para conseguir se encaixar em sua nova realidade, que estará cheia de desafios.

O filme promete arrancar umas lágrimas, se for tão tocante quanto a obra original, e conta com um elenco de peso: Owen Wilson (o homem com cara de espiga de milho), Julia Roberts e o pequeno Jacob Tremblay (de O quarto de Jack), irreconhecível como August. 


ASSASSINATO NO EXPRESSO DO ORIENTE



Minha eterna crush Daisy Ridley, Johnny Depp, Judi Dench, Michelle Pfeiffer, Penélope Cruz, Willem Dafoe e Kenneth Branagh como o detetive Hercule Poirot estão nessa nova versão da adaptação de um dos livros mais famosos da mestra do suspense e crime, Agatha Christie, uma das minhas autoras preferidas.

O que começa como um luxuoso passeio de trem pela Europa rapidamente se desdobra em um dos mistérios mais elegantes, tensos e emocionantes já contados.  Assassinato no Expresso do Oriente conta a história de treze estranhos presos em um trem, onde todos são suspeitos. É aí que Poirot deve correr contra o tempo para resolver o quebra-cabeça antes que o assassino ataque novamente.


A ESCOLHA PERFEITA 3



THEY´RE BACK, PITCHES!

A “série” A escolha perfeita foi uma das surpresas mais agradáveis que tive nos últimos tempos, no quesito comédia. Sem contar que eu adoro a Anna Kendrick e ainda me lembra totalmente a pegada de Glee (assisti, não nego, e gostava).

Neste terceiro filme, agora formadas, Beca, Fat Amy, Chloe e as demais Bella Bardens estão infelizes devido a trabalhos mal remunerados e pouco motivadores. Diante desta situação, elas decidem se unir mais uma vez como grupo a capela para participar do USO Tour, uma turnê que as levará para apresentações na Europa. Lá, elas precisam duelar com grupos musicais que privilegiam a canções autorais em detrimento de novas versões de músicas já consagradas. Só imagino que tipo de coisas elas vão compor.


STAR WARS: OS ÚLTIMOS JEDI



Depois de IT – A Coisa, esse é definitivamente meu segundo filme mais esperado. <3

Dispensa apresentações, não? Mas, se você vive numa bolha à parte da saga Star Wars, Os últimos Jedi é o oitavo filme do universo, que vai abordar o encontro de Rey com o mítico e recluso Luke Skywalker em uma ilha isolada. Lá, ela busca entender o balanço da Força a partir dos ensinamentos do mestre Jedi. Paralelamente, o Primeiro Império de Kylo Ren se reorganiza para enfrentar a Aliança Rebelde.

-

E aí, o que acharam das novidades que vêm por aí?

Lembrando que clientes Net têm 50% de desconto na compra de até 2 ingressos por sessão nos cinemas Cineart. Ou seja, dá pra você e um acompanhante pagarem mais barato por cada filme! Assina agora os Combos Net clicando aqui.



0 comentários:

Postar um comentário